sexta-feira, 5 de março de 2010

en Beauté... Sinal de alerta!

Ontem, no Twitter com uma amiga, ela pediu a minha opinião sobre a escolha de produtos de duas marcas mundialmente conhecidas de cosméticos. Eu disse que ambas eram ótimas! Foi então, que ela falou que havia tido uma alergia ao usar uma destas marcas no rosto. Bem, o sinal de alerta foi acionado!

Como vocês sabem, sou geneticista humana e, na minha formação, estudei (muuuuuuuuita!) imunologia. De uma forma geral, as alergias são reações corporais adversas causadas pela exposição a substâncias que, na maioria das vezes, são inofensivas à maioria da população. Eu, por exemplo, sou alérgica a camarão! É bom ficar claro que a predisposição alérgica já nasce conosco, no DNA, mas algumas das alergias somente “aparecem” depois de uma longa exposição ao alérgeno, ou seja, à substância que desencadeia o processo.

No caso dos cosméticos e maquiagem, princípios ativos, corantes e até mesmo perfumes podem causar alergias! Por isso, é preciso observar erupções cutâneas, vermelhidão, ardência, coceira, olhos lacrimejantes e irritados, tosse e dificuldade de respirar... podem ser o primeiro aviso, mesmo se forem leves! Ao notar quaisquer destes sinais, não repitam o uso do produto e, se possível, limpem o local o quanto antes. Não usem o produto novamente, até consultar o seu médico.

A alergia funciona de forma cumulativa, isto é, a reação aumenta à medida que temos contato repetitivo com a substância que a provoca, podendo chegar a situações muito graves e até à morte, caso não haja tempo de reverter o processo alérgico!

A alergia não escolhe marcas: um produto de luxo pode causar um problema tão grande quanto outro de marca mais simples! O que conta é o alérgeno, a substância que causa alergia em você! Sempre fiquei atenta a alterações de cosméticos (e maquiagem!!!) – mudança de cor, textura, cheiro... – para evitar uma possível reação, inclusive alérgica. Na verdade, nada é anti-alérgico; no máximo, temos produtos hipoalergênicos, isto é, que não causam alergia na maioria das pessoas testadas.

Para facilitar, evitem o uso de um produto novo em grandes áreas, como o rosto. Experimentem em pequenas regiões, de preferência durante o dia, e esperem cerca de 24 horas, pois será possível visualizar qualquer alteração da pele ou outra reação adversa. Sempre que acontecer uma reação, tentem descobrir os princípios ativos do produto (deem uma olhada na composição, mesmo que não entendam todos aqueles nomes científicos)! Lembrem-se também, que as alergias são pessoais e intransferíveis – portanto, não adianta se basear nas opiniões de amigos e blogueiros, nem pensar nesta ou naquela marca como seguras.

Ah, as marcas em questão, na pergunta da minha amiga, são ecologicamente corretas, não testam em animais e somente utilizam produtos naturais... por isso, insisto: as alergias são pessoais e intransferíveis! Uma prática para minimizar riscos é o uso de amostras! Assim, podemos testar os produtos e ficar mais tranquilas com o resultado. Fica a dica!


***

13 comentários:

Clarissa disse...

Como sempre um excelente post, amiga!

Esse então, super útil para essas "lokas" que saem por aí usando qualquer coisa! (Ops... Confesso que já fiz isso! Não mais!)

Ninguém melhor do que vc para falar com propriedade desse assunto! ;)

Adorei! Parabéns!

Bjos =*


PS: Só amostrinhas LUXO, hein?! Kkkkk...

NAPAULA disse...

Pois é estávamos convesando sobre alergias no sábado né, eu por exemplo tive alergia a castanha do pará da manteiga da granado, e teimei usei 3 vezes apra ter certeza, que a Dari não me ouça porquê ela me proibiu terminantemente de usá-la, não satisfeita tentei usar a manteiga da muriel, o cheiro é ótimo mas também me deu alergia, aí aprendi, mas continuo comendo a castanha, rsrsrs bjsss

Marcelle Rangel disse...

Muito bom Claudinha!
Muitas informações importantes!
Prestar atenção a qq mudança... olhar os componentes... até marcas famosas dão alergias!

Muito legal! Parabéns!
beijosss

Graziele Pacheco disse...

O post está muito bom!
Parabéns!
E com a pele não se brinca mesmo!
saúde em primeiro lugar!
bjo bjo

graziele pacheco.
www.grazielepacheco.blogspot.com

Jú :) disse...

Parabéns Claudinha! Adorei o post, muito útil mesmo!! Bjokas

(¯`·._.·[***Celina***]·._.·´¯) disse...

Ótimo post Claudinha, pois essas reações realmente independem de marcas de luxo ou não. Eu uso leite de rosas no rosto que contém grande quantidade de álcool e é super popular e baratinho e nunca tive nenhum problema, adoro! e outras pessoas que usaram tiveram reação alérgica, realmente depende de pessoa pra pessoa.
Bjobjo

Mel Salvi disse...

Maravilhoso o post!!!
bjks
Mel

Jully Gabriel disse...

Excelente esclarecimento!!!
De fato as alergias que eu possuo com uma simples água de banho da natura, não atingem mais ninguém em casa e vou ficando até sufocada!!!Rs!!
Todo mundo sai "xerozin" e eu zonza e brava rrr!!!

Dra. Cláudia, gostei muito da sua objetividade e clareza no post.

Até as próximas orientações!!

Jully Gabriel

lancelloti disse...

Bom, você saber que eu evito ficar colocando química no corpo, principalmente no rosto, se não houver necessidade... Não é legal ficar se enchendo de produto, só por "hobby" hehe Vamos tomar cuidado!

Beijos!

Marcie disse...

Já comentei com você, certo, que sou alérgica a todo e qualquer rímel da Lancôme. Nunca mais repeti o uso.
E uma vez, há muitos anos, tive uma alergia horrorosa a um creme da linha Re-Nutritiv, da Estee Lauder. Quando voltei à loja para reclamar, a moça falou que 1 entre 100.000 pessoas tiveram essa mesma reação. Alooouuu...isso não deveria constar em alguma bula???

naomemandeflores disse...

É sempre bom usar uma amostrinha antes!!!

Camila Gusmão disse...

Amei as informações!
Super úteis!

Muito legal seu blog!

Beijos

Luiza Ferreira disse...

Que post maravilhoso!
Como tenho a pele muito sensível, é sempre bom cuidar certo?
Bjo bjo ;*