segunda-feira, 31 de agosto de 2009

en Beaux Arts... O belo Rodin

Hôtel Biron, agora Musée Rodin: onde viveu e trabalhou Auguste Rodin, o grande escultor francês do século XIX, de 1908 a 1917, ano da sua morte.



O Hôtel Biron é uma mansão do século XVIII, que hoje abriga o acervo do artista, doado ao Estado francês. No seu delicioso e bucólico jardim, principalmente no outono, com suas folhas em tons de amarelo, marrom e dourado, estão algumas das suas maiores obras (aqui):

Le penseur (O pensador)


La porte de l’enfer (A Porta do inferno)


Monument aux Bourgeois de Calais (Os Burgueses de Calais)


Les trois ombres


Eve



A vista do jardim, atrás do Pensador, é estonteante: a grande e dourada cúpula de Les Invalides (aqui) sob a qual jaz Napoleão, assim como a Tour Eiffel (aqui e aqui), construindo uma imagem de cartão postal, em especial quando o céu de Paris exibe seu azul magnífico. Sem esquecer das suas maravilhosas roseiras...


O lindo mármore Le baiser (O beijo) está no prédio do museu, junto a inúmeros outros trabalhos do genial artista, assim como da excepcional Camille Claudel, sua discípula e amante, entre elas a minha preferida La vague, além da impressionante L’age mûr, onde retrata a disputa entre ela e a mulher do Rodin pelo amor do artista.

Até hoje me lembro da primeira vez que estive lá: na cafeteria, localizada no jardim, enquanto observava aquele espaço privilegiado, eu degustava meu almoço, que deixou um sabor todo especial – o sabor inigualável de estar diante da arte... a arte do mestre Rodin!



***Informações práticas:
Musée Rodin
79, rue de Varenne 75007
tel: (0)1 44 18 61 10

Tarifas (incluído no Paris Museum Card):
Museu e jardim: €6
Jardim: €1

Funcionamento
Fechado às segundas

Horário de verão (abril a setembro):
Abertura do museu e da boutique: de 9h30 às 17h45
Fechamento do Hôtel Biron: 17h45
Fechamento do jardim: 18h45
Última entrada: 17h15

Horário de inverno (outubro a março):
Abertura do museu e da boutique: de 10h às 17h45
Fechamento do Hôtel Biron: 17h45
Fechamento do jardim: 17h45
Última entrada: 17h15

Acesso
Métro ligne 13 Varenne, Invalides ou Saint-François-Xavier
R.E.R ligne C Invalides
Bus 69, 82, 87, 92
***

8 comentários:

Joaninha Bacana disse...

Esse museu é definitivamente o meu favorito em Paris!!! Eu acho lindas as obras da Camille, e fico imaginando o sofrimento dela, enlouquecendo quando perdeu o grande amor! Trágico, mas meeeeeega poético!
Bisous, Angie

Luíza Maria Hollanda de Mello disse...

lindas as fotos, heim???
vc sabe ser chic moça

brasildobem disse...

Ótimas fotos e este hotel deve ser magnífico mesmo. Bjs.
Janeisa

Chris - da Chria disse...

Oi Claudia!

Que lindo post...
Eu adoro este lugar - as esculturas, o hotel, o café( adoro o almoço aos domingos), as flores e o desenho que a sombra das esculturas faz no chão - tudo me encanta.
bjo grande e ótima semana!
Chris

Paula disse...

Mais um cenário lindo e cheio de cultura!
:)

M disse...

Olá Claudia!
Que bom recordar Rodin a olhar para as tuas fotos, adooooooro Rodin, e assim que fui a Paris a primeira vez também fui ao museu Rodin, fiquei horas a admirar tudo e a tirar fotos, a minha preferida La Danaide, trouxe de lá um quadro, não dá para ver muito bem mas é o quadro que está por trás de mim,
http://luxuryandlust.blogs.sapo.pt/
Xoxo
M

Ana Carolina disse...

Ver essas obras de perto foi emocionante. Uma pena q o calor dentro da casa era tanto que passei um pouco mal. Mas nada que aqueles jardins lindos não resolvessem!

beijos, querida!

Virginia disse...

Cláudia,
Excelente o seu blog! Muito interessante a sua formação acadêmica, nunca tinha visto alguém com tamanha diversidade em graduações. O Orsay e o Rodin são museus em que consigo, além de admirar as obras, relaxar e transportar-me ao passado, com todo aquele glamour...
Um abraço