sexta-feira, 11 de setembro de 2009

en Beaux Arts... O Centro Pompidou

Paris é uma cidade repleta de museus, dos mais célebres – como o Louvre e o d’Orsay – aos mais inusitados e desconhecidos. Ficaria, portanto, difícil fazer um post sobre museus em geral, pois ele não seria capaz de abarcar tantas alternativas distintas. Decidi então, falar dos meus museus preferidos, não necessariamente em ordem de preferência, mas por alguma característica mais particular, singular mesmo (Musée d’Orsay aqui e aqui, Quai Branly aqui e Rodin aqui). É a vez do Beaubourg.


Primeiro, um pouquinho de história e arquitetura. O Centro Nacional de Arte e Cultura Georges Pompidou (Centre National d'Art et de Culture Georges Pompidou), conhecido também por Beaubourg, acabou de comemorar 30 anos de existência. Criado, em 1977, para ser um local das artes moderna e contemporânea – artes plásticas, música, cinema, teatro, livros... –, o Pompidou prima pela pluridisciplinaridade e seu prédio, fruto da arquitetura do século XX, de Renzo Piano e Richard Rogers, representa bem isto. Dois pontos são de especial interesse no prédio: a escada da fachada frontal e as tubulações encontradas na parte de trás do museu (rue Beaubourg). A escada, exterior ao prédio, é linda vista do pátio – seu assoalho é vermelho e todo recortado, com uma forma que lembra uma lagarta. As tubulações coloridas não estão lá por acaso; elas representam diferentes áreas e funções: o azul para o ar, o verde para a água, o amarelo para as instalações elétricas e o vermelho para a circulação de pessoas. Além disso, vale a pena mencionar a Fontaine Igor Stravinsky, situada na lateral do museu (pode ser vista do terraço), repleta de esculturas cinéticas multicoloridas de Niki de Saint Phalle (a artista das Nanás aqui) e Jean Tinguely.


O Centro Pompidou ficou fechado de outubro de 1997 a 1º. de janeiro de 2000, sendo completamente reestruturado para abrigar sua coleção com maior qualidade e permitir um melhor acesso do crescente público às instalações. Toda a coleção foi redistribuída pelas salas do museu – desta vez, o critério foi a cronologia, sendo o tour um pouco mais histórico do que acadêmico (pelas escolas de arte, como era antes... a Bauhaus está aqui). Eu confesso que achei um pouco mais organizado e mais “fácil” de encontrar uma fase ou obra em particular, o que antes era um pouco confuso. Por isso, atenção: caso seu guia de viagem não esteja atualizado, procure o folheto do museu, pois o local das obras foi completamente modificado!


Mesmo que você não seja um admirador de arte moderna/contemporânea, não deixe de visitar o Beaubourg – sua arquitetura ímpar tem tudo para tornar o passeio super válido. E não deixe de observá-lo do alto de outro monumento, como a Tour Eiffel (aqui) ou a Notre-Dame, pois ele realmente é incomparável com os demais prédios ao seu redor! Viva a diferença!


***Informações práticas:
Centre Pompidou
Entrada principal pela Place Georges Pompidou
tel: (0)1 44 78 12 33
Tarifa (incluído no Paris Museum Card)
€12
Funcionamento
de 11 às 21h
Fechado às terças e em 01 de maio
Acesso
Métro Rambuteau, Hôtel de Ville, Châtelet
R.E.R Châtelet - Les Halles
Bus 21, 29, 38, 47, 58, 69, 70, 72, 74, 75, 76, 81, 85, 96***

8 comentários:

Ana Carolina disse...

Eu adorei, mas Paulo (meu marido)não...arte contemporânea foi muito pra cabeça dele! hahahahahaha!
O que ele mais gostou foi de um grupo de cantores e instrumentistas da Mongólio que se apresentava em frente ao Pompidou! Ele gostou tanto que comprou um cd deles, vc acredita?

hahahahhhha!

Beijos, querida!

KIRAFASHION disse...

Claudia!

VC já foi no do YSL?
Não lembro se vc já fez algum post sobre isso...quero muito conhecer, deve ser fenomenal!

Mil beijos!!

SÍLVIA OLIVEIRA disse...

Você já tem material suficiente para um guia sobre Paris, by pePPer inFashion! Muito bacana! Bjs!

brasildobem disse...

Dica anotada. A próxima vez que eu for a Paris, vou consultar o Pepper in Fashion de cabo a rabo.
Bjs.
Janeisa

Valéria Martins disse...

Quando estive lá a vez mais recente, vi uma expô sobre o Yves Klein e o seu azul. Linda!!!

Beijos, querida.

Joaninha Bacana disse...

Por fora eu vi, mas nao deu tempo de visitar o museu!!! Vou ter que voltar a Paris, oh que chato, hehehe :-)
Bisous, e bom final de semana pra voces!
Angie

Eneida disse...

Lindas as fotos!!!
Beijo!

Chris - da Chria disse...

Oi Claudia!
Este lugar é mágico! Eu amo cada cantinho,rsrsrsrrsrss
Aquele lounge com mídia eletrônica, onde você tem acesso a artistas do mundo todo, é demais não?!
bjos querida e ótimo final de semana
Chris